Almada, Vicente Pinheiro Lobo Machado de Melo e (Dr.)

2.º Visconde de Pindela, nasceu em Guimarães, na Casa do Proposto, a 23 de Abril de 1853, e faleceu na sua Casa de Pindela a 14 de Abril de 1922. Era filho do 1.º Visconde de Pindela, João Pinheiro Machado Lobo da Figueira Correia de Melo e Almada, a de sua segunda Mulher D. Eulália Estelita de Freitas Rangel de Quadros. Foi um ilustre diplomata e exercia o cargo de Ministro de Portugal em Berlim, quando da proclamação da República. Desempenhou também o cargo de Governador de S. Tomé e Príncipe, bem como o de nosso Ministro em Haia. Possuía numerosas condecorações. Foi um genealogista e escritor de relevo.

Obras:
  • Poesia a F. de S. Noronha. Porto, 1855. 1 folh.
  • Saudade e gratidão (Humno). Música de M. de S. Avidos. Porto, 1855. 1 folh.
  • Uma vingança (teatro). Porto, 1855. 1 vol.
  • Arvores genealogicas dos Senhores de Pindella. Braga, 1869. 1 folh.
  • As Ilhas de S. Tomé e Príncipe. Lisboa, 1884. 1 vol.
  • Administração Colonial. Lisboa, 1885. 1 folh.
  • Discussão do Acto Geral da Conferência de Berlim - Política Colonial. Lisboa, 1885. 1 folh.
  • Política Colonial. Lisboa, 1885. 1 folh.
  topovoltar