Melo, Bernardo Pinheiro Correia de (General)

1.º Conde de Arnoso, irmão do 2.º Visconde de Pindela, nasceu em Guimarães na Casa do Proposto, a 27 de Maio de 1855, e faleceu na Casa de Pindela a 21 de Maio de 1911. Era filho do 1.º Visconde de Pindela, João Pinheiro Machado Lobo da Figueira Correia de Meio e Almada e de sua segunda mulher D. Eulália Estelita de Freitas Rangel de Quadros. Oficial General do Estado Maior, da Arma de Engenharia, pediu a sua demissão após a proclamação da República. Exerceu os cargos de Par do Reino, Oficial-mor da Casa Real, Oficial às Ordens dos Reis D. Luís I e D. Carlos I e Secretário particular deste último. Possuía numerosas condecorações. Foi um literato distintíssimo e prosador elegante e culto, tendo pertencido ao célebre grupo dos «Vencidos da Vida», constituído por algumas das maiores notabilidades literárias do seu tempo. Desempenhou diversas missões diplomáticas. Após o assassinato de El-Rei D. Carlos, tomou uma nobre e corajosa atitude na Câmara dos Pares, pedindo justiça para esse crime.

Obras:
  • Primeira Nuvem (teatro) Lisboa, 1902. 1 folh.
  • Suave Milagre (teatro) Lisboa, 1902. 1 vol.
  • Justiça. Coimbra, 1908. 1 folh.
  topovoltar