Castro, José António Cardoso de

Erudito escritor e industrial nascido em Guimarães em 1741 e falecido em Lisboa, em 2 de Março de 1807, atacado de alienação mental. Foram seus pais João Cardoso de Castro e D. Mariana Cardoso de Castro. Abandonou o curso de Direito em Coimbra, preferindo a vida comercial e estabelecendo-se em Inglaterra, onde permaneceu muitos anos. Voltou a Lisboa, e com seu irmão Manuel José Cardoso de Castro, dirigiu a Real Fábrica das Sedas, nas Amoreiras. Criou uma enorme fortuna. De uma elevada ilustração, dedicou-se ao estudo profundo das línguas antigas e modernas. Foi amigo de Filinto Elíseo e de outros poetas do seu tempo

Obras:
  • A noiva de luto. (Tradução da tragédia em verso de Congreve). Lisboa, 1783. - 1 vol.
  topovoltar