Costa, José de Freitas (Dr.)

Literato, jornalista e poeta, dedicou-se também ao estudo das antiguidades vimaranenses. Filho do Dr. Manuel de Freitas Costa, Juiz da Relação do Porto e de D. Maria Clara Pereira Lopes Teixeira. Nasceu na freguesia de S. Romão, do Concelho de Guimarães, em Novembro de 1883, na quinta do Outeiro e faleceu a 27 de Junho de 1905.

Obras:
  • Como Deus castiga. (Scenas da vida militar). 1 folh.
  • Quem tem capa, sempre escapa. (Teatro). Porto, 1871. 1 folh.
  • A almofada da Rainha (versos). Porto, 1881. 1 folh.
  • Hymno de Guimarães (Versos para a música de João António Vaz Vieira Alvim Nápoles Madeira e Freitas). Guimarães, 1886.
  • A poltrona (versos). Guimarães, 1890. 1 folh.
  • Catálogo das Moedas e Medalhas Portuguesas e Estrangeiras da Sociedade Martins Sarmento. Porto, 1900. 1 vol.
  topovoltar