1
Fundo ultramarino
Estatueta de um fumador de cachimbo, esculpida em madeira de pau preto (Guiné).
 

   2
Fundo ultramarino
Punhal com cabo de marfim decorado com motivos geométricos em preto, a lâmina é de metal. A bainha de madeira é esculpida com motivos geométricos.
 

   3
Fundo ultramarino
Cálice de pau preto, trabalhado no torno pelos Indígenas de Moçambique, "macuas" e "landins", com pé fino trabalhado, base circular e decoração, no topo do bojo, com estrias incisas.
 

   4
Fundo ultramarino
Espada com cabo de pele e madeira, a lâmina é de metal. A bainha de pele é ornamentada com pingentes e tiras em pele decoradas a preto, castanho e bege e duas pegas em pele entrançada. Trabalho dos Indígenas da Guiné Portuguesa pertencentes ao grupo étnico-linguístico Mandiga, localizado na parte Norte da Província do Ultramar.
 

   5
Fundo ultramarino
Cruz de Malta em cobre com, na África Central, valor de moeda corrente. Fabricada pela tribo do Vasanga, do Congo Belga. Os Indígenas do Alto Zambeze chamam-lhe "muâmbuè" e os Europeus "Cruzeta".
 

   6
Fundo ultramarino
Taça de pau preto, trabalhada no torno pelos Indígenas de Moçambique, "macuas" e "landins", em forma de cone decorada com estrias incisas.
 

   7
Fundo ultramarino
Punhal com cabo de madeira decorado com incisões. A lâmina é de metal e a bainha de madeira é decorada com incisões e com cinco barras de fios de cobre entrançados: dois no topo, um ao meio e dois inferiormente. Ao meio da bainha existe uma pega também de madeira e decorada com incisões. (Séc. XIX/XX).
 

   8
Fundo ultramarino
Azagaia com cabo de cana e a seta em madeira pintada em preto. Junto à seta o cabo é debruado com fio de corda.
 

   9
Fundo ultramarino
Copo de pau preto, trabalhado no torno pelos Indígenas de Moçambique, "macuas" e "landins", decorado com estrias incisas.
 

   10
Fundo ultramarino
Vaso de barro com forma esférica. O bordo é picotado e o bojo é decorado com três pares de círculos em relevo.
 

 

  topovoltar