Bracarense (O)

Conjunto de itens

Descrição

(1855-1871)

Jornal político, literário e noticioso do partido regenerador, fundado em Braga em 12 de junho de 1855 com existência até 27 de novembro de 1916. Publicado duas vezes por semana (3ªs e 6ªs feiras). A sua redação estava localizada no nº 45 da Rua Nova de Sousa (Braga) sendo impresso na Tipografia Lusitânea, situada na Rua Nova, nº 3-E (Braga). Eram claros os objetivos da publicação: fazer um serviço à Pátria e, principalmente a Braga razão que justifica a escolha do nome O Bracarense. Foi seu primeiro diretor F. J. da Silva Araújo e Melo. De entre os seus colaboradores podem ser destacados os nomes de Augusto Geão, M.J. Penha Fortuna, Jília Duval, Pereira Caldas, Albano Bellino e Campos Lima.

A partir de 1870 passou a ser publicado três vezes por semana, respetivamente às 3ªs, 5ªs e sábados. Outra alteração que se verificou em 1899 foi passagem a jornal semanário, publicado ao domingo com redação na Rua de Santa Margarida, nº 23 e impressão na Tipografia Gratidão, na Rua da Rainha e Largo da Sé, nºs 1 a 9, ambas em Braga. Nesta altura, passou a identificar-se como um “defensor de todas as classes sociais” e também “dos interesses locais”.

Em outubro de 1914 a impressão passou a ser feita em tipografia localizada no nº 57 da Rua dos Biscainhos e, pouco tempo depois, passou a ser impresso no nº 81 da Rua Nova de Sousa local que se manteve até à data da sua extinção em 1916.

OLIVEIRA, A. Lopes de (1976). Imprensa Bracarense. Braga: Editora Pax.

Itens

Pesquisa avançada