Certidão do Tombo antigo do Mor/gado dos Peixotos que foi feito no/ Anno de 1499

Descrição

Documento original: escrito em 6 de Junho de 1788 pelo tabelião João Mendes Ribeiro. Cópia do documento: Tombo começado a 2 de Janeiro de 1499 (v.69) escrito pelo escrivão António da Cunha. Ver transcrição deste documento em MM- CP-4.2.
Locais onde existiam propriedades pertencentes à Capela dos Peixotos:
-“Rua de baldedonas” (v.69): casas localizadas na trevessia do muro da vila [?];
- “Rua de Santa Maria” (fl.70): casa do arco [?], mais tarde trocada por outras propriedades com Fernado de Souza;
- “Freguesia de S. P[edr]o de Azurey”  (v.70): “um casal […] todo tapado do vestado de huma tapadura a douteiro…”;
-“Pencello” (fl.73): Hum casal que se chama do Carvalhal […]”;
-“Pencello c[as]al da Fonte” (fl.81): “Duas casas e o […] e huma corte e hum/ palheiro”
-“S. Pe[dr]o” v.81: “ O casal da Fonte tem huma leira […]”;
-“Fermentoiz” (fl.83) “ O casal da avelheda[?] e o casal/ de Pedro Botom [?];
- “Fermentoiz” (v.84). “O casal de Briteiros que esta/ em Riba de Selho […]”;
-“Prazins” (v.86): “ O casal de Torrelho [?] a/sima da Torre do Liveira […];
- “Gominhaiz” ( v.90) “ O casal do souto que he da dita ca/pella de Gonçalo Gonaçalves Peixoto[…]”;
-“Gominhaiz” (v.94): “O casal do Rio em que mora João do Rio […]”;
- “Casal da quinta” (fl.106)- “O casal da quinta de Gominhaiz […]”;
- “Prazo da casal da Quinta” (fl.113)- feito em 15 de Abril de 1480;
-“Prazins” (fl.115)- “Casal do Bairro[…]”;
-“Petição” [v.123]- relativa ás propriedades e bens pertencentes a capela dos Peixotos.

[Manuscrito]. 1788. 90f [fl67-159v.]. 32x22cm.

Identificador

MM-CP-8.27

Data

anotações

O documento descreve as propriedades (e nome dos moradores) pertencentes á Capela dos Peixotos, que seria a “cabeça do morgado”.

Estado de conservação: 
Cópia do documento: Papel amarelecido com manchas causadas pelo manuseamento do documento, visíveis no canto inferior direito e na zona das bordas. Ao longo do corpo do texto são visíveis borrões de tinta, que em alguns casos provocaram a perda de papel. Na borda superior existe uma mancha provocada pelo derramamento de líquidos. As bordas apresentar-se com alguns sinais de desgaste apresentando marcas da perda de papel e algumas dobras.
Documento original: Papel de cor acastanhada com manchas de sujidade dispersas por todo o documento. No canto inferior direito existência de manchas provocadas pelo manuseamento do documento. Existência da tentativa de recuperação das duas primeiras folhas do documento. Nas bordas é visível o desgaste do papel, pois contém marcas que evidenciam a perda de papel.

É parte de

Casa de Pousada

Conjuntos de itens