Vicente, Gil

Glorioso dramaturgo e comediógrafo, fundador do teatro português. Supõe-se nascido em Guimarães segundo a tradição mais aceite. Também alguns autores o consideram nascido em Barcelos, outros em Lisboa, supondo ainda outros que ele fosse natural de alguma terra da Beira. ignora-se a data certa do seu nascimento, supondo D. Carolina Michaëlis que fosse pelo ano de 1465. Anselmo Braancamp prefere os anos de 1452 ou 1460, e Brito Rebelo pronuncia-se pelo período que vai de 1470 a 75. Nada se conhece de quaisquer estudos que tivesse cursado regularmente. Admitem alguns investigadores que Gil Vicente tivesse sido trovador e exercesse simultaneamente a profissão de ourives, ao que outros se opõem, afirmando que Gil Vicente, «mestre da balanças» do reinado de D. Manuel, não era o mesmo Gil Vicente «poeta dos autos». Sabe-se que casou duas vezes: a primeira com Branca Bezerra, ignora-se a data, pois as opiniões vão de 1484 a 1492, e da segunda vez com Melícia Rodrigues, em 1516 ou 17. Supõe-se ter falecido em Évora, em 1536 ou princípios de 1537, e que foi sepultado na Igreja do Convento de S. Francisco daquela cidade. Como se vê, tudo é vago e impreciso na biografia deste notabilíssimo escritor do século XV, que, até prova definitiva em contrário, continua a ser considerado vimaranense.

Obras:
  • Obras de Gil Vicente. Lisboa, 1852. 3 vols.
  • Obras Completas de Gil Vicente. Reimpressão fac-similada da edição de 1562, ed. da Biblioteca Nacional de Lisboa, Lisboa, 1928. 1 vol.
  • Obras Completas de Gil Vicente. Ed. da Companhia Editora do Mi­nha, Barcelos. (Em publicação).
  topovoltar