A Secção de Etnografia do Museu da Sociedade Martins Sarmento alberga um acervo composto por uma grande variedade de peças, com as mais diversas proveniências e tipologias. Um esforço de sistematização permitiu distribuir as colecções por onze núcleos distintos:
  • O fundo vimaranense, que abrange um importante conjunto de objectos com significado para a história local.
  • O núcleo de cultura popular, que integra o espólio referente à vida quotidiana, ao trabalho, às festas e às tradições populares.
  • O núcleo de trabalho do linho, com o acervo referente ao cultivo e à manufactura dos tecidos de linho.
  • O fundo religioso, que abrange o conjunto de peças relacionadas com o culto religioso, abrangendo os diferentes aspectos da presença da Igreja e as manifestações da religiosidade popular.
  • O fundo ultramarino, que acolhe um vasto conjunto de objectos relacionados com a arte, as práticas religiosas, a guerra, a caça, a vida quotidiana originários das antigas colónias portuguesas, com especial destaque para a cultura africana.
  • As armas, que reúne um interessante conjunto de instrumentos bélicos antigos.
  • A colecção de cerâmica, que inclui um significativo conjunto de faianças portuguesas dos séculos XVII, XVII e XIX, azulejos hispano-árabes de várias proveniências e uma série azulejos portugueses antigos.
  • O núcleo de fotografia, que reúne materiais utilizados por Francisco Martins Sarmento nos seus ensaios fotográficos.
  • As colecções de zoologia  e mineralogia, que são compostas por espécimes do mundo natural, de diferentes proveniências.
  • Sob a designação de diversos, encontra-se reunido um interessante conjunto de objectos de diferentes origens, idades e utilizações, sem grande coerência museológica (que vão desde um saltério do século XVII a cristais dos lustres do Teatro Baquet, do Porto, destruído por um incêndio em Março de 1888.

O espólio desta secção do Museu encontra-se actualmente em reserva, sendo utilizado em exposições temporárias organizadas pela Sociedade Martins Sarmento.

 

  topovoltar