Marco miliário.

Título

Marco miliário.

Descrição

Encontrado em Braga, na Quinta do Cravinho, pertencente ao Conde de S.Martinho. Oferecido pela Viúva de Albano Belino, em 1907. Interpretação: A Flávio Valério Constantino, senhor nosso, sempre Augusto triunfador, e a Flávio Júlio Constâncio, senhor nosso, nobilíssimo César, perpétuo vencedor, sempre Augusto, Pontífice Máximo. Desde Braga Augusta até aqui são 36 mil passes. § A Flávio Valério Co Leitura: Contém este fragmento de um miliário do séc. IV p. C. duas inscrições. Da primeira restam apenas escassos vestigios, e supôe-se dedicada a Constantino I e a Constâncio II, conforme a lição de Hübner, que a reconstituiu do seguinte modo: [Domino nostro Flavio Vaalerio Constantino, triumpha]to[ri se]mpe]r Au]g[usto, et] D(omino) n(ostro) [Flavi]o Iu(lio)] Cons[tant]i[o], nobilissi[mo] Caesar[ri, victori perpetuo, semper Augusto, Pontif(ici) Max(imo). Bracaraugusta MII XXXVI] - Na face oposta desta coluna miliária está gravada a outra inscriçlção que, segundo Hübner, era dedicada a Constantino I, e deveria ler-se: D(omino) n(ostro) Fl(avio) Val(erio) Constantino victor]i et triumphatori perpeduo (=perpetuo) semper Aug(usto). Invocação: CONSTANTINVS I (306-337 p.C.) e CONSTANTIVS II (324-361 p.C.)

Pertence

Epigrafia

Formato

Dimensões: da coluna: 0,67x0,47.
Altura das letras: 0,07.

Localização Espacial

Braga, na Quinta do Cravinho. Encontra-se atualmente exposta no Museu Arqueológico da SMS.

Identificador

80

Citações

Ephemeris Epigraphica,VIII, p. 459, n.º 213 - a; Albano Belino, Novas Inscr. Rom. de Braga, Braga, 1896 p. 19 e 24; Revista de Guimarães, XXIV, p. 80 - 6.ª.