Marco miliário.

Descrição

Fragmento de um miliário encontrado, em 1885, numas escadas do pátio da residência paroquial de S. Martinho de Sande (Guimarães). Fazia parte de uma via romana de Braga a Chaves, por Guimarães. Oferecido por intermédio de João M. de Sousa Machado, da freguesia de Sande.
Interpretação: Ao Imperador César Nerva Trajano Augusto, Germânico, Dácico, Pontífice Máximo, do Poder Tribunício oito vezes, saudado Imperador quatro vezes, Cônsul cinco vezes, Pai da Pátria. Desde Braga Augusta... IIII (mil passos).
Leitura: [Imp(eratori) Caesari Ner]/v[ae Trai]ano /A[ug(uslo) Ger]m(anico), Dac(ico) / P[ont(ifici) M]ax(imo) Trib(unitia) / P[ot(estate) VIII I[mp(eratori) IIII/ C[ons(uli) V] P(atri) P(atriae). / ....IIII
Invocação: TRAIANVS (97-117 p.C.).

É parte de

Epigrafia

Formato

Dimensões: da coluna: 1,76x0,40.
Altura das letras: 0,09.

Abrangência espacial

S. Martinho de Sande (Guimarães).
Encontra-se atualmente exposta no Museu Arqueológico da SMS.

Identificador

78

Referências

Corpus Inscriptionum Latinarum, II, Grande Suplemento - n.º 6214; Ephemeris Epigraphica, VIII, p. 464; Revista de Guimarães, XVIII, p. 67 e 119; Martins Capela, Miliários, p. 118, n.º 18; Dispersos, de F. M. Sarmento, p. 312